Os diversos métodos para se chegar ao ‘eu’: análise filosófica do conto Um discurso sobre o método de Sérgio Sant’anna

Rafael César Pitt

Resumo


O presente artigo apresenta uma análise filosófica do conto Um discurso sobre o método escrito por Sérgio Sant’Anna. O objetivo da análise é demonstrar que o conto é construído como um esforço de mímesis da filosofia cartesiana. Parte-se do pressuposto que o texto artístico comporta múltiplas interpretações, principalmente quando construído em diálogo com a filosofia. Do tema em destaque, o cartesianismo defende a ideia de que a subjetividade (o ‘eu’) é um dado radical sem ligação com o entorno material, social e cultural. Todavia, o contista contemporâneo discorda deste isolamento e constrói uma narrativa na qual o ‘eu’ é descoberto através de vários métodos. Com isto amplia-se a compreensão hodierna de que o sujeito não está fechado sobre parâmetros científicos estritos, e sim se abre a inúmeras manifestações fenomênicas. Esta análise literária e filosófica vai amparada nos conceitos analíticos de Gerard Genette em O discurso da narrativa, assim como em concepções literárias de Edgar Allan Poe, Júlio Cortázar e Ricardo Piglia além, é claro, de algumas obras de René Descartes. O resultado alcançado é um exercício especulativo que, à primeira vista, parece uma crítica ao puro cartesianismo, mas que, ao contrário, se posiciona como um complemento que reconhece e amplia os caminhos da modernidade para o estudo do ‘eu’. Em acréscimo indicam-se semelhanças entre o conto e a obra de Descartes, o que reforça nossa tese de mímesis e complementariedade entre a obra literária e a filosófica. 


Palavras-chave


Eu; Literatura; Filosofia

Texto completo:

PDF Português


DOI: http://dx.doi.org/10.18468/if.2019v10n1.p47-62

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Investigação Filosófica

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.