A ESTÉTICA VISUAL E O ARRANJO ARQUITETÔNICO DE ROBERT WILSON: Método, componentes e influências

Adriana França Corrêa

Resumo


 Este artigo, realizado com apoio da FAPESP (processo nº 2019/11139-6), tem como objetivo discorrer sobre a estética visual e o arranjo arquitetônico de Robert Wilson, um dos encenadores teatrais mais consagrados da atualidade, perpassando por seu método de construção (os “visual books”), seus componentes (linha e forma, corpo, objetos, texto, luz, cor, traje e maquiagem), assim como algumas de suas principais influências, mais precisamente, o movimento futurista, o pintor francês Paul Cézanne (1839-1906), os encenadores Edward Gordon Craig (1872-1966), Antonin Artaud (1872-1948), Adolphe Appia (1862 -1928)  e, por fim, o teatro oriental de forma geral. Os principais autores que subsidiam este trabalho são Maria Shevtsova (2007; 2016), Luiz Roberto Galízia (2004) e Lucas Almeida Pinheiro (2017).

 


Texto completo:

Português PDF


Direitos autorais 2021 IAÇÁ: Artes da Cena

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.