DRAMATURGIAS A PARTIR DE CRIATORES: CORPO QUE TRANSito no chão da escola

Sandro Luis Costa da Silva

Resumo


A noção de artista criator surgiu após experiências de imersão junto aos grupos Luna Lunera de Belo Horizonte-MG e Yuyachkani em Lima no Peru, culminando na tese: Dramaturgias a partir de criATORES: Decolonialidade e desmontagens de percursos criativos nas artes da cena. Concomitante ao processo de investigação, propus deixar-me contaminar com estéticas e metodologias criativas outras, que foram observadas e cartografadas durante o contato com estes artistas latinoamericanos. Posteriormente foi empreendido um ato criativo a partir de experimentações e improvisações, resultando na construção de um percurso dramatúrgico. O resultado se deu na construção da cena performativa intitulada O CORPO QUE TRANSito, concebida a partir de relatos e memórias do corpo transexual (BENTO, 2008), corpos travestis em seu estado híbrido e performativo (BUTLER, 2015) podendo esta poética expressar um modo de resistência e decolonialidade (QUIJANO, 2005).

Palavras chave: Dramaturgia na escola. Resistência. Criatores.


Texto completo:

PDF Português


Direitos autorais 2020 IAÇÁ: Artes da Cena

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.