VIVÊNCIAS E CONVIVÊNCIAS NO COLIPETE 2018, SÃO LUÍS DO MARANHÃO: revisitando memórias para pensar pedagogias utópicas em tempos de distopias

Daniela Rosante Gomes

Resumo


O presente artigo tem suas reflexões tecidas a partir do cruzamento de memórias da autora, tomando como ponto de partida o COLIPETE 2018: II Colóquio Internacional de Pedagogia em Teatro, ocorrido em junho de 2018 na Universidade Federal do Maranhão (UFMA) com a temática: “Territórios em Pedagogia do Teatro: Discussões teóricas e práticas em diferentes contextos”. A partir de memórias que se ligam à reflexão sobre o momento do país, sobre o evento, sobre a cidade de São Luís em diferentes tempos, sobre suas próprias vivências, a autora relata suas práticas de formação enquanto artista e docente, no exercício de uma escrita que passeia sobre o sensível e uma educação dos sentidos, proposta poeticamente por Rubem Alves, assim como visita os caminhos de uma pedagogia engajada freireana tomada pela perspectiva do feminismo de Bell Hooks.


Texto completo:

Português PDF


Direitos autorais 2020 IAÇÁ: Artes da Cena

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.