A Pedagogia teatral como cuidado de si por meio de experimentações a partir da memória corporal

Ivan Gemaque De Paula

Resumo


É feita aqui uma investigação a respeito do trabalho artístico de Lygia Clark (1980), intitulado Estruturação do Self, que apresenta uma concepção de arte propondo ao artista um papel de terapeuta que conduz o sujeito a ter consciência das memórias de seu corpo, buscando-se estabelecer um diálogo com o Teatro como pedagogia, partindo do pressuposto de que o conteúdo deste componente curricular não deve ser visto apenas como preparação de espetáculo ou como ensino da história do Teatro, mas sim como possibilidade de instigar atores e não atores a cuidarem de si, copreendendo o termo cuidado de si aqui a partir de proposição pedagógica apontada por Gilberto Icle (2009) como Pedagogia Teatral que inclui o outro no cuidado de si.

Texto completo:

PDF Português


DOI: http://dx.doi.org/10.18468/iaca.2019v2n2.p79-88

Direitos autorais 2019 IAÇÁ: Artes da Cena

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.