O filme Corpo Devasso (1980): dominação-submissão como política sexual em tempos de ditadura

Roberto Abib

Resumo


Este artigo consiste numa análise das condutas sexuais no filme Corpo Devasso (1980), considerando o documento da mídia, especificamente o cinematográfico, como possibilidades de conhecimento das contingências socioculturais da época de sua produção. Parto da compreensão da sexualidade como política, que expressa hierarquias sexuais atravessadas por dinâmicas em relação às desigualdades sociais, fluxos migratórios e essencialidades de identidades de gêneros, pensando as práticas sexuais como territorialidades. Em meio a possível autocrítica concernente ao feminino e a estética mal-comportada politicamente do cinema pornochanchada, o filme, que compõe este gênero, esconde/revela um diálogo entre a repressão moral e política, representando repetições da dominação-submissão das normas citadas nas práticas sexuais em contexto da ditadura militar brasileira.    


Texto completo:

PDF Português


Direitos autorais 2021 FRONTEIRAS & DEBATES

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.