A história não ensinada sobre a ditadura civil-militar: reflexões sobre pesquisa e ensino no contexto amapaense

Júlia Monnerat Barbosa, Maura Leal da Silva

Resumo


Este texto parte de nossas experiências como professoras de História (primeiro da educação básica e depois da educação superior), como membros do colegiado da Comissão Estadual da Verdade do Amapá (CEV-AP) e como pesquisadoras do Grupo de Pesquisa Democracias e Ditaduras da Unifap. Seu objetivo principal é compreender o papel que o ensino de História pode e deve exercer dentro de um contexto mais amplo de políticas públicas voltadas para a manutenção da democracia. Metodologicamente escolhemos fazer essa discussão a partir de dois balanços: na produção historiográfica sobre o tema da Ditadura Civil-Militar amapaense e nas potencialidades das pesquisas desenvolvidas pela Comissão Estadual da Verdade do Estado do Amapá para o ensino de História. Ambos os caminhos convergem à constatação de que a pouca produção existente sobre esse tema localmente e o fato de as informações levantadas pela CEV-AP ainda permanecerem em circulação restrita dificultam bastante as possibilidades de desenvolvimento mais aprofundado da temática na educação básica. Este artigo pretende servir como um balanço de fontes (primárias e secundárias) como forma de subsidiar professores e professoras de História nas escolas do Amapá a pensar a Ditadura a partir de personagens, temáticas e processos próprios.


Texto completo:

PDF Português


DOI: http://dx.doi.org/10.18468/fronteiras.2020v7n2.p199-215

Direitos autorais 2021 Fronteiras & Debates

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.