Neoconservadorismo e a ofensiva contra as religiões de matriz africana no Brasil

João Bosco Hora Góis, Kamila Cristina da Silva Teixeira

Resumo


Neste trabalho buscamos mostrar como o neoconservadorismo é parte de um processo mais amplo que inclui componentes econômicos e sociais. Sublinhamos a sua dimensão religiosa e tentamos mostrar como ele vem afetando as religiões de matriz africana. Ao mesmo tempo, explicamos como os seus ataques criaram uma resposta relativamente potente por parte daqueles que são afetados por ele. Concluímos este trabalho associando as práticas religiosas neoconservadoras com um risco significativo para o Estado laico e para a democracia.


Texto completo:

PDF Português


DOI: http://dx.doi.org/10.18468/fronteiras.2020v7n2.p99-112

Direitos autorais 2021 Fronteiras & Debates

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.