Do monolinguismo à diglossia: a língua ucraniana em Prudentópolis-PR ao longo do século XX

Lourenço Resende da Costa

Resumo


Nesse artigo, o objetivo foi discutir como a língua ucraniana pôde ser usada para caracterizar a identidade etnocultural dos descendentes de ucranianos em Prudentópolis, Paraná, ao longo do século XX. Para tanto foi analisado como, de uma situação monolíngue, os imigrantes e seus descendentes passaram a se comunicar de modo bilíngue até que uma situação de diglossia se caracterizasse. Junto à análise das questões teóricas acerca do monolinguismo, do bilinguismo e da diglossia, foram utilizadas fontes orais para melhor compreensão do fenômeno ao longo do século passado no município paranaense. O que foi possível constatar é que mesmo o idioma ucraniano sendo cada vez menos falado em Prudentópolis continua representando um fator de identificação entre as pessoas que possuem a ascendência.

Texto completo:

PDF Português


Direitos autorais 2020 Fronteiras & Debates

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.