O Memorando de Entendimento sobre Educação/1997 e a hegemonia estadunidense

Darllen Almeida da Silva, Norma-Iracema de Barros Ferreira

Resumo


O presente artigo teve como tema os Acordos Bilaterais Brasil/EUA no campo da educação e partiu do seguinte problema: de que forma o Memorando de Entendimento sobre Educação/1997 remete a uma concepção hegemônica neoliberal de educação, contribuindo para a perpetuação do modelo capitalista de produção vigente na Sociedade? O objetivo constituiu-se em analisar o citado Memorando na perspectiva do modelo de educação proposto no texto do Acordo estabelecido entre os dois países signatários. O estudo apresenta-se, então em duas seções. A primeira, intitulada Discutindo categorias essenciais busca verificar de que forma as categorias hegemonia, pedagogia da hegemonia e Terceira Via, a partir dos estudos de Gramsci (2001); Martins e Neves (2010) e Lima e Martins (2005), estão relacionadas com os termos do Acordo celebrado entre Brasil e EUA, que resultaram no documento “Memorando de Entendimento sobre educação/1997.” A segunda seção chamada Acordo bilateral Brasil/EUA: análise do Memorando de Entendimento sobre Educação/1997, em uma perspectiva hegemônica, discute os termos do citado Memorando, à luz das categorias e autores indicados na primeira seção, bem como, dialogando com outros autores como Tragtenberg (2012), o qual levanta discussões sobre a educação como recurso do Estado para fortalecer relações desiguais de poder necessárias à manutenção do sistema capitalista. Verificou-se no estudo o Memorando de Entendimento sobre Educação Brasil/EUA, apesar de constituir um Acordo que pode trazer elementos positivos, deixou claro que o modelo proposto está eivado de concepções educacionais direcionadas aos interesses dos ditos “países desenvolvidos,” revelando o interesse de manter a hegemonia estadunidense sobre o Brasil no campo da educação.


Texto completo:

PDF Português


Direitos autorais 2020 Fronteiras & Debates

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.