O profeta e o livro sagrado do livre mercado: Hayek e O Caminho da Servidão nos Estados Unidos

Gabriel da Fonseca Onofre

Resumo


O artigo analisa a importância de Hayek e seu livro O Caminho da Servidão para o fortalecimento de uma rede internacional a favor das ideias de defesa do capitalismo de livre mercado. Nos Estados Unidos, as elites políticas, econômicas e intelectuais, insatisfeitas com o programa do New Deal, não conseguiam avançar uma agenda econômica crítica ao programa do presidente Franklin Roosevelt nos anos 1930. Em meados da década seguinte, o lançamento e a popularidade do livro do intelectual austríaco serviram como inspiração e referência para novas iniciativas críticas às políticas do governo democrata.  Neste sentido, com o apoio dos empresários, Hayek teve um papel-central no desenvolvimento de uma comunidade de indivíduos e instituições (think tanks) responsáveis pelo avanço das ideias do liberalismo econômico no país.  


Texto completo:

PDF Português


Direitos autorais 2020 Fronteiras & Debates

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.