Entre castanhas, ouro e as fontes para o ensino da história local do sul e sudeste do Pará

Carlo Guimarães Monti, Yana Brito Vieira, Gabriela Barreto das Neves

Resumo


O artigo proposto tem por foco a organização e preparação de um conjunto de fontes primárias que fazem parte de dois acervos: Arquivo Histórico Municipal de Marabá “Manoel Domingues” e do Centro de Referência em História e Memória do Sul e Sudeste do Pará, os quais tem a função de preservar a documentação histórica e jurídica do município de Marabá e resguardar a memória histórica/cultural escrita e visual dos povos da região. O trabalho com essa documentação visa separar e analisar uma parte desses acervos que esboce os sujeitos histórico que fizeram parte da época estudada, mas que por serem percebidos como grupos de pouco poder político e econômico foram esquecidos. Os acervos em questão, possibilitam adentrarmos nas relações que tiveram vez em busca do “outro”. A preparação desse material para ser utilizado em sala de aula, no ensino de história tem por fim ser trabalhado em paralelo com materiais didáticos e ampliar a visão sobre um período histórico e dar voz a outros personagens em um processo de desconstrução de poderes constituídos no sul e sudeste do Pará.

Texto completo:

PDF Português


DOI: http://dx.doi.org/10.18468/fronteiras.2018v5n2.p51-66

Direitos autorais 2019 Fronteiras & Debates

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.