A evolução do movimento ascético e de renúncia sexual no mundo romano na antiguidade tardia

Fabiano de Souza Coelho

Resumo


No Império Romano, no decorrer do século IV E.C., tivemos o desenvolvimento da experiência ascética e, por consequência, de renúncia sexual. O movimento ascético foi uma relevante característica do início das manifestações cristãs. Os primeiros ascéticos acreditavam que o ser humano poderia ser transformado pelas práticas realizadas por essa tendência religiosa, pois não viveriam de forma habitual e comum, mas cultivariam extraordinárias formas de existência humana. No presente, trabalho objetivamos demonstrar o aflorar do ascetismo no Mundo Romano na Antiguidade Tardia.


Texto completo:

PDF Português


DOI: http://dx.doi.org/10.18468/fronteiras.2018v5n2.p29-39

Direitos autorais 2019 Fronteiras & Debates

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.