Ob civis servatos: Otávio Augusto como o salvador dos cidadãos romanos nas moedas (30 AEC – 14 EC)

Carlos Eduardo da Costa Campos

Resumo


É possível afirmar que as moedas são objetos utilizados desde a Antiguidade e que circularam por várias regiões do mundo. Assim, são fontes valiosas de investigação em razão da cunhagem está ligada a algum tipo de autoridade, contexto econômico e social. O consumo (uso) dessas mesmas moedas normalmente envolve todos os níveis da sociedade e podem ser rastreados científicamente. Desse modo, nesse texto buscamos analisar a iconografia augustana sobre a restauração da ordem social, entre 30 AEC e 14 EC, por meio da numismática para compreender questões inerentes à dinâmica cultural do governo de Otávio Augusto.

Texto completo:

PDF Português


DOI: http://dx.doi.org/10.18468/fronteiras.2018v5n2.p17-27

Direitos autorais 2019 Fronteiras & Debates

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.