Educação popular: projetos pedagógicos para a emancipação

Marcelo Conceição da Rocha Campos, Eliana do Socorro de Brito Paixão

Resumo


Este trabalho pretende analisar a criação e implementação de projetos pedagógicos que objetivam a manutenção da memória e difusão do pensamento de Paulo Freire, especificamente o projeto Cátedra Paulo Freire da Amazônia, como espaço privilegiado de ensino e pesquisa na busca pela recriação de práticas educativas, numa perspectiva de emancipação humana. Desse modo, intenta-se a investigação do seguinte problema: quais são as matrizes político-filosóficas que fundamentam o projeto Cátedra Paulo Freire da Amazônia, destacando seu processo de criação, objetivos e ações que podem favorecer a emancipação humana? O caminho metodológico delineado foi de uma pesquisa qualitativa, de natureza bibliográfica e documental, que possibilitou não só o debate acerca do método Paulo Freire, como também a compreensão dos pressupostos fundamentais do projeto Cátedra Paulo Freire, principalmente na Amazônia. Os resultados parciais mostram a importância e atualidade do pensamento de Paulo Freire, recriado e implementado por meio das cátedras

Texto completo:

PDF Português


DOI: http://dx.doi.org/10.18468/fronteiras.2018v5n1.p59-74

Direitos autorais 2018 Fronteiras & Debates

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.