A educação a partir da Regula Monachorum do bispo Isidoro de Sevilha: um projeto para todo o reino

Pâmela Torres Michelette

Resumo


Neste artigo pretendemos analisar a formação educacional monástica, a partir da Regula Monachorum, no reino visigodo pós conversão ao catolicismo niceísta (589), sob a perspectiva do bispo Isidoro de Sevilha (560-636). Aqui entendemos, portanto, que os ambientes escolares foram espaços de poder, que ultrapassavam a questão educacional. Neste sentido, a Igreja, monopolizadora desta área, terá mais um elemento de reforço de sua autoridade, ainda mais se considerarmos que o período em questão se dá logo após a consolidação desta instituição no reino visigodo. Desta forma, ao mesmo tempo em que a Igreja conquistou relativa legitimidade e autonomia, ela se deparou, por outro lado, com a necessidade de manter a coesão dos seus membros e de se fazer presente perante a sociedade. Assim, compreendemos que o controle do campo educacional serviu como diretriz para o fortalecimento da supracitada instituição, bem como, da cristianização das populações (hispano romanas e visigodas) e da continuidade do clero.


Texto completo:

PDF Português


DOI: http://dx.doi.org/10.18468/fronteiras.2017v4n2.p09-35

Direitos autorais 2018 Fronteiras & Debates

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.