O uso da iconografia em sala de aula: as impressões de alguns viajantes sobre os biomas brasileiros

Ana Marcela França de Oliveira

Resumo


Neste artigo apresentarei o que foi parte de um curso, que intencionou discutir aspectos da formação da história do Brasil através do uso de imagens. No curso, a ideia foi mostrar como que através da iconografia de paisagem e dos relatos realizados pelos viajantes, na primeira metade do século XIX, uma imagem do Brasil foi sendo construída a partir da diversidade de sua natureza, resultando em uma identidade que perdura até os dias de hoje. Nos exemplos que serão reproduzidos neste artigo, a proposta foi perceber em sala de aula a relação ser humano/natureza em um contexto histórico específico que o Brasil passava, para, entre outras coisas, tentar compreender a influência do olhar estrangeiro em sua formação enquanto uma nação futura. Para tanto, serão analisadas as paisagens de alguns artistas-viajantes sobre o que se compreende como os atuais biomas Mata Atlântica, Amazônia, Cerrado e Caatinga.

Texto completo:

PDF Português


DOI: http://dx.doi.org/10.18468/fronteiras.2016v3n2.p137-165

Direitos autorais 2017 Fronteiras & Debates

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.