A função persuasiva do sagrado: religião e retórica no Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (século XIX)

Raphael Silva Fagundes

Resumo


Este artigo busca destacar a função da religião no procedimento argumentativo desenvolvido pelos membros do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (IHGB) ao longo do século XIX. Com o objetivo de forjar uma identidade nacional ligada ao projeto político centralizador iniciado nos últimos anos das regências, esses eruditos investiram intensamente em elementos sagrados na estrutura de seus discursos pronunciados, com grande pompa e entusiasmo, nas cerimônias de aniversário da associação. Abordando a retórica como chave de leitura, analisaremos as estratégias persuasivas usadas para a construção e promoção da imagem da nação, do imperador D. Pedro II e do próprio Instituto Histórico por meio dos valores e saberes religiosos compartilhados pela sociedade brasileira oitocentista.

Texto completo:

PDF Português


Direitos autorais 2017 Fronteiras & Debates

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.