As contradições do desenvolvimento urbano: entre o discurso inclusivo e a prática excludente.

Angerlania da Costa Barros, Samuel Carvalheira de Maupeou

Resumo


Este artigo pretende refletir acerca do ordenamento urbano pelo qual passou Fortaleza no início dos anos de 1970, analisando como os principais objetivos do projeto do urbanista Hélio Modesto (1963) e do Plano de Desenvolvimento Integrado da Região Metropolitana de Fortaleza (PLANDIRF-1971) influenciaram na “expulsão disfarçada” dos moradores do Arraial Moura Brasil para o Conjunto Marechal Rondon. Falaremos, também, das funções e modos de ação do principal órgão municipal colaborador dessa política habitacional na capital cearense – Fundação de Serviço Social de Fortaleza (FSSF). Assim, ele está dividido em três momentos, através dos quais discutiremos a FSSF como um instrumento da política de exclusão urbana na cidade de Fortaleza; assim como a Avenida Leste-Oeste, problematizada no tópico seguinte e finalizaremos com uma análise sobre a remoção dos moradores do Arraial Moura Brasil ao Conjunto Marechal Rondon.

PALAVRAS-CHAVE: Remoção. Urbanização. Favelas.


Texto completo:

PDF Português


Direitos autorais 2017 Fronteiras & Debates

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.