A revolta dos primeiros índios cristãos: guerra e conflitos na construção da Amazônia portuguesa – século XVII

Almir Diniz de Carvalho Júnior

Resumo


Este artigo busca colocar em evidência, seguindo os passos do grande historiador John Manuel Monteiro, a presença indígena na construção da história do Brasil e o seu protagonismo, personagens que foram considerados pela historiografia mais tradicional como vencidos, passivos ou secundários. Aborda eventos que aconteceram no antigo estado do Maranhão e Grão-Pará, durante o processo de conquista e implantação da estrutura colonial no norte da América Portuguesa, nas décadas iniciais do século XVII. Inicialmente, pretende desenhar um panorama da construção da “Amazônia portuguesa” através do processo de sua conquista. A segunda parte do artigo coloca em evidência a rebeldia dos índios tupinambá com o objetivo de derrotar os portugueses que haviam se instalado naquela região, através de uma aliança militar entre diversos grupos indígenas, a sua maior parte formada por Índios Cristãos. A primeira parte do artigo existe em razão da segunda. Na segunda é possível analisar uma das formas mais sofisticadas da ação política e militar daqueles indígenas

Texto completo:

PDF Português


Direitos autorais 2016 Fronteiras & Debates

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.