Paisagem e dinâmicas urbanas: memórias sobre o Hospital Barros Barreto

Aderli Goes Tavares, Denise Machado Cardoso, Samuel Maria Amorim e Sá

Resumo


O objetivo deste estudo é analisar a relevância do Hospital Universitário João de Barros Barreto (HUJBB), da Universidade Federal do Pará (UFPA), na elaboração de narrativas acerca do município de Belém (PA), especificamente do bairro do Guamá. A pesquisa tem como base a perspectiva da Antropologia Urbana e agrega questões das narrativas orais que envolvem as paisagens deste bairro. Além da pesquisa etnográfica, recorreu-se à pesquisa documental. Evidenciou-se que o Hospital Barros Barreto é um importante ponto de referência para os habitantes do Guamá, juntamente com outras paisagens arquitetônicas, como é o caso do cemitério Santa Izabel. Desde sua fundação, o Hospital passou por etapas nas quais fora considerado como um lugar de morte e, posteriormente, se tornou um local de pesquisa e de possibilidades terapêuticas para doenças consideradas "feias" e aquelas que não apresentam iminente risco à vida.


Texto completo:

PDF Português


Direitos autorais 2015 Fronteiras & Debates

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.