Às vésperas das demarcações: expectativas luso-espanholas para as fronteiras imperiais no vale amazônico (1777-1780)

Carlos Augusto Bastos

Resumo


Esse artigo aborda as interpretações de representantes das Coroas de Portugal e Espanha sobre as medidas para a definição das fronteiras imperiais no vale amazônico, a partir da assinatura do Tratado de Santo Ildefonso (1777). Com base em documentos produzidos por militares e outras autoridades na região, serão analisadas as expectativas geradas a partir do tratado para as políticas de demarcação de limites, assim como sobre a configuração futura dos territórios coloniais luso-espanhóis

Texto completo:

PDF Português


Direitos autorais 1969 Fronteiras & Debates

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.