A tríade relação professor-estudante-saber nas aulas de Matemática: implicações do contrato didático na análise das expectativas dos sujeitos

Wanderley Pivatto, Elcio Schuhmacher

Resumo


O artigo teve como proposta analisar o comportamento da relação entre professor e estudante, sob à luz do contrato didático, entendido por Brousseau (1999) como um instrumento de análise a partir da tríade docente-discente e o saber. O enfoque da investigação esteve sentado nas expectativas dos estudantes e professores na efetivação das regras que compõem um contrato didático, delineado por direitos e promessas de um saber que se deseja por ambas as partes, bem como a ocorrência de transgressão e negociação dos itens orientadores contratuais. Para realizar a investigação, a metodologia utilizada foi a realização de uma entrevista com professores e estudantes de três turmas de 2ª série do Ensino Médio, durante as aulas de Matemática, de uma escola da rede pública de Florianópolis, Santa Catarina. Os resultados mostraram quepara a formação do contrato didático, é necessário que estudantes e professores participem ativamente nesse processo de construção de regras que norteará os trabalhos em sala de aula.


Texto completo:

PDF Português


Direitos autorais 2014 Estação Científica (UNIFAP)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.