Educação ambiental à luz da análise dialógica do discurso: saber científico e quadrinização no gênero textual cartilha quadrinizada

Rosivaldo Gomes, Adelma Barros-Mendes

Resumo


A escola, como um espaço privilegiado, no qual os saberes científicos/de referência tornam-se saberes a serem ensinados a partir do processo de transposição didática e didatização, tem desenpenhado cada vez mais um papel de catalisador desse conhecimento. Entretanto, apesar de a escola ter seu o papel institucional nessa condução, sua estruturação peculiar não permite que se contemplem todas as novidades que a sociedade vive a cada instante/dia, e isso é devido à rapidez com que avança a ciência.  O objetivo deste artigo é apresentar uma análise de possíveis relações dialógicas existentes entre o discurso sobre EA presente em Cartilhas Quadrinizadas (CQs) e o discurso de documentos oficiais nacionais e  internacionais que tratam dessa temática. O corpus é constituído por 02 (duas) cartilhas de EA. O referencial teórico principal baseia-se nas discussões do Círculo de Bakhtin/Voloshinov/Medvedev e Brait; Brait e Melo sobre a Análise/Teoria Dialogia do Discurso. A perspectiva metodológica vincula-se à vertente de pesquisas em Linguística Aplicada Interdisciplinar. O método de análise utilizado é a Análise Dialógica do Discurso (ADD), a qual tem fundamentado a investigação sobre as estabilidades e instabilidades existentes nos discursos e entre relações dialógicas

Texto completo:

PDF Português


Direitos autorais 2014 Estação Científica (UNIFAP)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.