Construção de um aparato de baixo custo para medir ângulo de contato

Enoque de Sousa Barbosa, Victor Montero Del Aguila, Valéria Castelo Branco de Sousa

Resumo


Este trabalho teve como objetivo a construção de um aparato de baixo custo capaz de medir ângulo de contato. Para a construção do mesmo utilizou-se material de “sucata”, bem como alguns itens de armarinho e outras peças tais como tarraxa de violão. Após a construção foi realizada a coleta de dados e, quantitativamente, utilizando-se de métodos estatísticos, obtiveram-se os valores de ângulo de contato. Com isso, foi observado que o aparato mostrou-se capaz de realizar medidas satisfatórias de ângulos de contato em três superfícies, sendo que os valores obtidos neste trabalho foram de 45,3º ± 0,9º e 45,2º ± 1,5º entre água e o vidro, 158,5º ± 0,3º e 157,6º ± 0,9º entre a água e a superfície foliar da planta Thalia geniculata (Marantaceae), mostrando resultados coerentes com demais resultados obtidos a partir de equipamentos profissionais. Ao realizar um estudo sobre a planta Colocasia antiquorum schottpara (Tajá) obtiveram-se ângulos de contato de 167,8º ± 1,4º e 160,4º ± 4º entre a água e a superfície foliar da planta, sendo este o maior ângulo formado no contato da gota de água e uma superfície foliar reportado na literatura brasileira.

Palavras-chave


Ângulo de contato; Superhidrofóbico; Aparato de baixo custo.

Texto completo:

PDF Português


Direitos autorais 2019 Estação Científica (UNIFAP)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.