Avaliação do tempo de evacuação de salas de aula com diferentes soluções de projeto

Manuela Marques Lalane Nappi, Ivana Righetto Moser, João Carlos Souza

Resumo


Sabe-se que o comportamento de pedestres em situações de emergência apresenta grande influência no tempo total de evacuação, tornando-o foco de muitas pesquisas no campo da física. Por outro lado, experimentos que reproduzam situações de pânico com seres humanos mostram-se impraticáveis devido a preocupações éticas e de segurança. Tem-se como objetivo, portanto, a simulação computacional de cinco diferentes cenários para uma sala de aula de 32 alunos, a fim de comparar os fluxos de pedestres quando da existência de uma ou duas saídas, além de duas disposições diferentes de mobiliário. Analisa-se ainda a correspondência dos resultados com uma situação real de evacuação registrada por câmera de vídeo e orientada pelo professor, descrita em Yang, Wu e Li (2011). As simulações foram realizadas em um software baseado em Forças Sociais e os resultados apontam a efetividade dos cenários com duas saídas, bem como a relevância do treinamento dos usuários.


Palavras-chave


Arquitetura, Urbanismo e Design; Interdisciplinar

Texto completo:

PDF Português


DOI: http://dx.doi.org/10.18468/estcien.2019v9n1.p39-49

Direitos autorais 2019 Estação Científica (UNIFAP)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.