As práticas culturais de infância no processo de alfabetização e letramento no Ensino Fundamental I

Andrêssa Silva Rodrigues, Sânzio Danilo de Oliveira Santos

Resumo


O presente artigo focaliza-se na reflexão do Estágio Supervisionado no Ensino Fundamental I – Séries Iniciais acerca do enfoque na alfabetização e letramento a partir da prática cultural da infância: peteca. Neste sentido, buscou-se compreender de que forma as práticas culturais beneficiam a prática docente na alfabetização? Como o jogo/brincadeira com a peteca possibilita apreensão da escrita e leitura? Como as práticas culturais possibilitam gosto pela leitura e apreensão de conceitos? O artigo foi desenvolvido por meio do auto estudo sobre a experiência do estágio, num movimento dialético entre prática-teoria que nos possibilitou ter mais clareza sobre a ação docente. O estágio foi realizado em uma escola Municipal, da cidade de Itapetinga, na Bahia, com o projeto de intervenção “Processo de alfabetização e letramento a partir de uma prática cultural da infância: peteca” que durou duas semanas de regência. A reflexão apresenta as estratégias didáticas para alfabetizar a partir de práticas culturais presentes no cotidiano das crianças, explanando a construção do processo de leitura e escrita a partir da ludicidade, tornando-as autoras do seu processo de aprendizagem.


Palavras-chave


Ensino Fundamental; Prática Cultural; Alfabetização; Peteca

Texto completo:

PDF Português


DOI: http://dx.doi.org/10.18468/estcien.2018v8n1.p67-79

Direitos autorais 2018 Estação Científica (UNIFAP)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.