Políticas de acessibilidade no ensino superior: desafios institucionais

Claudovil Barroso de Almeida Júnior, Sueli Fernandes

Resumo


O estudo irá discorrer sobre o estudante com deficiência no ensino superior, a partir da análise de documentos oficiais e de ações de acessibilidade arquitetônica, pedagógica e atitudinal, compreendidas como meio para o ingresso e permanência neste nível de ensino. Os objetivos expressam-se em analisar políticas institucionais no tocante a acessibilidade no ensino superior, bem como verificar e refletir sobre ações acessíveis para estudantes com deficiência neste nível de ensino. O referencial teórico está fundamentado em políticas educacionais e contribuições de autores que discutem a acessibilidade no ensino superior. Metodologicamente, o estudo apresenta um caráter qualitativo, através da pesquisa exploratória, com a revisão de literatura. Quanto aos resultados, observou-se que a acessibilidade no ensino superior permanece no campo teórico, o que inviabiliza que políticas institucionais se concretizem. Em suma, o momento é de ressignificar ações que possibilite discussões e, sobretudo a efetividade de políticas dentro das instituições, em vista de desconstruir barreiras arquitetônicas, pedagógicas e atitudinais para pensar em um ambiente acadêmico que vivencia valores e princípios inclusivos.


Texto completo:

PDF Português


DOI: http://dx.doi.org/10.18468/estcien.2016v6n3.p75-83

Direitos autorais 2017 Estação Científica (UNIFAP)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.