O que mudou na grande Salvador? um breve estudo sobre a evolução dos aspectos sócio-ocupacionais na Região Metropolitana de Salvador entre 2003 e 2010

Ualace Roberto de Jesus Oliveira

Resumo


Até o primeiro triênio dos anos 2000 parcela importante da força de trabalho da Região Metropolitana de Salvador (RMS) encontrava-se desempregada, enquanto um número significativo de famílias vivia em condições precárias de vida. Vale ressaltar que essas e outras questões sociais adversas contribuíam para projetar Salvador e Região Metropolitana no cenário nacional como umas das cidades mais desiguais do país. Porém, passou a vigorar no Brasil a partir de 2004 um importante processo de crescimento econômico, com efeitos reais sobre os aspectos sócio-ocupacionais da Grande Salvador, fato que corroborou para atenuar o quadro social até então vigente. Diante do que foi exposto, este trabalho tem como objetivo observar a melhoria ocorrida nos aspectos sócio-ocupacionais em Salvador e Região Metropolitana entre os anos 2003-2010. Para tanto, é feita uma análise a partir do banco de dados da Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED), para os anos situados entre 2003 a 2010. A metodologia utilizada consiste numa análise descritiva, com auxílio de gráficos e tabelas dos dados encontrados. Os resultados revelam que embora tenha havido melhorias consideráveis em muitos aspectos sociais e ocupacionais na RMS, ainda continua havendo na referida região graves problemas sociais. 


Palavras-chave


Mercado de trabalho; Crise; Renda

Texto completo:

PDF Português


DOI: http://dx.doi.org/10.18468/estcien.2017v7n2.p115-128

Direitos autorais 2017 Estação Científica (UNIFAP)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.