Malária na gestação

Rafael Cleison Silva dos Santos, Olinda Consuelo Lima Araújo

Resumo


Este trabalho tem como objetivo realizar o levantamento das produções científicas sobre as alterações da malária no curso da gravidez. Trata-se de uma pesquisa descritiva, que utilizou o método de Revisão Integrativa da Literatura. Os dados foram adquiridos através da seleção de artigos da literatura nacional e internacional indexados nas bases de dados LILACS e BDENF no período entre 1995 a 2009. Após o levantamento dos artigos a amostra final foi composta por 08 estudos que atenderam aos critérios de inclusão. Os resultados apontam que a maioria dos estudos foi realizada em países Latino Americanos da Amazônia Legal. 62,5% são produções nacionais e 37,5% são produções internacionais. Nenhum artigo foi publicado em periódicos de enfermagem. 62,5% foram descritivos com análise quantitativa; 37,5% relato de casos; 37,5% prospectivos; 25% retrospectivo e 25% série de casos. A alteração no curso da gestação foi muito freqüente em gestantes durante o episódio agudo de malária, sendo muito mais freqüente a ameaça de interrupção do que a interrupção da gestação, cuja ocorrência foi baixa. Conclui-se que a infecção por malária continua sendo relevante fator de morbidade entre as grávidas e tem efeitos ainda pouco investigados sobre a saúde da mulher e do recém-nascido

Texto completo:

PDF Português


Direitos autorais 2011 Estação Científica (UNIFAP)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.