O trabalho docente no ensino superior e a saúde vocal: um estudo de revisão bibliográfica

Eraldo Carlos Batista, Luís Alberto Lourenço de Matos

Resumo


O objetivo desta pesquisa foi fazer um levantamento de publicações referentes à saúde vocal do professor do ensino superior, no período de 2005 a 2013. A pesquisa foi delineada por meio de um estudo bibliográfico do tipo exploratório, no qual se buscaram artigos de periódicos indexados nos bancos de dados LILACS e SCIELO, obedecendo-se aos critérios de inclusão e exclusão pré-determinados. Foram encontrados seis artigos que abordavam a saúde vocal do professor universitário no período analisado, os quais focalizaram as investigações na qualidade de vida dos professores e a relação com a sua saúde vocal; nas relações entre o processo de trabalho docente e as condições sob as quais se desenvolve; no possível adoecimento físico, mental e vocal; e nos recursos vocais como estratégias que professores universitários utilizam em sala de aula. Os dados mostraram que é considerável o número de sintomas vocais apresentados nessa população, sendo os mais referidos: falhas na voz, rouquidão, esforço para falar, secura na garganta e pigarro. Há poucos estudos que contemplam a saúde vocal do professor universitário, mostrando que, em relação à prevenção e cuidados da voz dessa população, há necessidade de novas pesquisas para atender essa demanda. 


Texto completo:

PDF Português


DOI: http://dx.doi.org/10.18468/estcien.2016v6n2.p67-77

Direitos autorais 2016 Estação Científica (UNIFAP)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.