Ampliações da polidez linguística e a inter-relação com o politicamente correto: novas reflexões e aproximações

Fabiana Pelinson

Resumo


Fruto da necessidade de manutenção da harmonia nas relações pessoais, a polidez é um dos temas mais abordados na área de estudos da linguagem, e, especificamente, na Pragmática. Apesar desta grande abordagem do tema, na maioria das vezes, os trabalhos utilizam o mesmo referencial teórico, como os modelos de Brown e Levinson (1987 [1978]) e Kerbrat-Orecchioni (2004; 2006), para citar somente um dos mais clássicos. Deste modo, o objetivo deste artigo consiste em apresentar uma ampliação da discussão teórica sobre a polidez linguística e discutir uma aproximação do conceito com o politicamente correto. A pesquisa bibliográfica demonstra que, em uma situação comunicativa, os indivíduos não manifestam apenas sua própria face, mas também a do grupo a que pertencem. Tal pertencimento se revela, por exemplo, na confirmação ou negociação das qualidades dos papéis sociais que estão em jogo na interação. Assim, as estratégias de polidez são utilizadas a fim de cumprir com as expectativas de comportamento determinadas pelas normas de conduta do convívio social, o politicamente correto


Texto completo:

PDF Português


DOI: http://dx.doi.org/10.18468/estcien.2016v6n1.p19-34

Direitos autorais 2016 Estação Científica (UNIFAP)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.