Percepção das mulheres no município de Paulo Afonso, na Bahia, sobre as mudanças corporais e emocionais no período do climatério

Árquisa Antônia de Sousa Santos, Flávia Ventura da Silva, Fabiana Lopes Martins

Resumo


Este estudo teve como objetivo analisar a percepção de mulheres assistidas em uma unidade de Estratégia de Saúde da Família localizada no município de Paulo Afonso, Bahia, acerca das mudanças corporais e emocionais no climatério. Trata-se de uma pesquisa exploratória, com abordagem quanti-qualitativa. A amostra foi constituída por 30 mulheres. As variáveis quantitativas foram analisadas por distribuição de porcentagem e comparadas à luz da literatura atual. Os dados qualitativos foram analisados através da análise temática de conteúdo proposta por Bardin. Os resultados evidenciaram que 100% das entrevistadas afirmaram não conhecer o termo climatério; 66,6% disseram que os primeiros sintomas desta fase sugiram entre 41 e 50 anos; entre os sintomas, 86,6% citam as ondas de calor. A análise qualitativa revelou que as mulheres consideram a fase como um período difícil e desagradável em virtude das alterações físicas e psicológicas. Concluiu-se que o climatério é um período importante da vida da mulher e que para a maioria das mulheres deste estudo o climatério é um período marcado por mudanças negativas.


Texto completo:

PDF Português


DOI: http://dx.doi.org/10.18468/estcien.2016v6n1.p91-103

Direitos autorais 2016 Estação Científica (UNIFAP)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.