A expansão da educação superior no Amapá: um estudo sobre o Procampo na UNIFAP

Heliadora Georgete Pereira da Costa, Roni Mayer Lomba

Resumo


Este artigo tem como objetivo apresentar reflexões sobre a formação inicial dos educadores do campo no Estado do Amapá a partir da implantação do curso de Licenciatura em Educação do Campo na Universidade Federal do Amapá (UNIFAP). Para este estudo, a metodologia utilizada foi a pesquisa bibliográfica para subsidiar a revisão de literatura e a documental com a análise do projeto pedagógico e do memorial dos cursos, a fim de discutir a materialização e os impactos desta política na formação dos professores. Os resultados revelam a importância dos cursos ofertados aos docentes que atuam nas escolas do campo amapaense. A formação destes professores acontece com currículo, avaliação, espaço e tempo específicos, alicerçando-se na metodologia da Alternância Pedagógica, respeitando-se as particularidades da educação do campo. Os cursos de Licenciatura em Educação do Campo são um avanço para o Estado do Amapá, uma vez que os sujeitos do campo foram historicamente excluídos das políticas públicas de educação no Brasil.

Palavras-chave: Educação do Campo. Procampo. Movimentos Sociais. Formação de Educadores.


Texto completo:

PDF Português


DOI: http://dx.doi.org/10.18468/estcien.2016v6n2.p91-104

Direitos autorais 2016 Estação Científica (UNIFAP)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.