Aspectos sobre as desigualdades sócio-raciais no Brasil e no Amapá

João Paulo da Conceição Alves

Resumo


Este trabalho constitui-se parte da pesquisa de mestrado intitulada Perspectivas dos alunos negros da escola pública sobre sua inserção no mundo do trabalho. Apresenta como problema as circunstâncias vividas pela população negra na sociedade brasileira e amapaense, analisando aspectos históricos, e o debate contemporâneo sobre as desigualdades sócio-raciais na sociedade brasileira e sua repercussão e (res) significação no estado do Amapá. Como resultados, verificou-se que há todo um processo exposto de subjugação sócio-racial no Brasil e no Amapá, reafirmado pelo antagonismo dos índices de desenvolvimento social quando analisados sob o critério racial. O aprofundamento desses índices recaíam de maneira mais intensa sobre a população negra, o que nos aponta, que a implementação de políticas afirmativas fincadas na perspectiva de ressarcimento social, ainda não representam efetivamente uma factual ruptura com o abismo social que separa negros e brancos no Brasil, e particularmente no Amapá.

Palavras-chave: Desníveis Sociais. População Negra. Contexto educacional.

Texto completo:

PDF Português


Direitos autorais 2011 Estação Científica (UNIFAP)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.