Fatores relacionados com a prática da episiotomia no Brasil: revisão de literatura

Rafael Cleison Silva dos Santos, Rodrigo Gomes dos Santos

Resumo


Este trabalho teve como finalidade apresentar os fatores relacionados com a prática da episiotomia, no Brasil, estudados na literatura. Realizou-se uma revisão, mediante a seleção de artigos na Biblioteca Virtual de Saúde e a amostra final foi composta por oito estudos primários. Os fatores relacionados com a prática da episiotomia mais analisados pelos estudos brasileiros foram: condições maternas (idade, escolaridade, paridade, episiotomia anterior, rigidez perineal, altura do períneo); condições fetais (escore de Apgar, peso ao nascer, idade gestacional); condições assistenciais (posição materna, administração de ocitocina e misoprostol, manobra de Kristeller, formação do profissional e turno de trabalho).

Este trabalho teve como finalidade apresentar os fatores relacionados com a prática da episiotomia, no Brasil, estudados na literatura. Realizou-se uma revisão, mediante a seleção de artigos na Biblioteca Virtual de Saúde e a amostra final foi composta por oito estudos primários. Os fatores relacionados com a prática da episiotomia mais analisados pelos estudos brasileiros foram: condições maternas (idade, escolaridade, paridade, episiotomia anterior, rigidez perineal, altura do períneo); condições fetais (escore de Apgar, peso ao nascer, idade gestacional); condições assistenciais (posição materna, administração de ocitocina e misoprostol, manobra de Kristeller, formação do profissional e turno de trabalho). <w:LsdException Locked="false" Priority="46

Texto completo:

PDF Português


DOI: http://dx.doi.org/10.18468/estcien.2016v6n2.p43-52

Direitos autorais 2016 Estação Científica (UNIFAP)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.