Análise dos movimentos retóricos no gênero tira: contribuições para o ensino de língua materna/portuguesa

Letícia Picanço Carneiro, Rosivaldo Gomes

Resumo


Neste artigo, propomo-nos apresentar, com base em dados coletado de um projeto de pesquisa de iniciação científica, uma discussão sobre a organização retórica do gênero tira. Para isso, selecionamos, a partir de uma abordagem quantitativa e qualitativa, um corpus composto por 17 análises feitas por alunos do 9º ano do Ensino fundamental participantes do projeto. Como referencial teórico e metodológico, utilizamos autores que embasam suas análises na abordagem sociorretórica de gêneros e na concepção de gênero com ação social ou fatos sociais e na teoria de Análise de Gêneros e movimentos retóricos (SWALES, 1990) e também as discussões de Catto e Hendges (2010) sobre a organização retórica do gênero tira e os trabalhos de Ramos (2009) e Mendonça (2010) sobre o gênero tira. As análises evidenciam que os alunos reconhecem a identificação dos sistemas semióticos que exercem função retórica na construção de sentidos do texto em relação às realidades sociais presentes nos mesmos. Os resultados obtidos apontam ainda para o desenvolvimento de capacidades de leitura, análise e crítica aos aspectos visuais e linguísticos que se relacionam aos sentidos subjacentes aos textos desse gênero, demonstrando a compreensão dos alunos sobre o princípio da relação entre formas e contextos, de modo que se evidenciem os efeitos ideológicos presentes no gênero.

Texto completo:

PDF Português


Direitos autorais 2015 Estação Científica (UNIFAP)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.