Políticas Editoriais

Foco e Escopo

Estação Científica (UNIFAP) é um periódico de publicação quadrimestral do Departamento de Pesquisa da Universidade Federal do Amapá, na área Interdisciplinar, ou seja, está aberta em todos os ramos do conhecimento, com o objetivo de publicar artigos científicos desenvolvidos no âmbito das instituições de ensino e pesquisa nacionais e internacionais. Publica artigos originais e inéditos nas seguintes seções: Artigo Original, Artigo de Revisão de Literatura, Ensaio, Entrevista, Experimentação, Grupos de Estudos e de Pesquisa, Ponto de Vista, Relato de Experiência/Caso, Relatos de Práticas Pedagógicas e Resenhas. Os procedimentos de análise e apreciação dos artigos são realizados por pareceristas internos e externos à UNIFAP, inclusive de outros países, com o anonimato dos autores dos respectivos trabalhos e também dos pareceristas, no sistema de dupla avaliação cega por pares. Está aberta a colaborações do Brasil e do exterior. O prazo de recebimento das contribuições de artigos é com fluxo contínuo. Está indexada em diversas bases de dados nacionais e internacionais.

 

Políticas de Seção

Artigos de revisão de literatura

São trabalhos que têm por objeto resumir, analisar, avaliar ou sintetizar trabalhos teóricos e/ou de investigação já publicados, estabelecendo um recorte temporal e/ou geográfico para análise da literatura consultada. Deve ter entre 10 a 20 páginas.

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Artigos originais

São trabalhos de pesquisa científica, apresentando resultados de investigação baseados em dados empíricos ou teóricos, de característica filosófica, cultural e pedagógica, utilizando metodologia científica, de descobertas com relação a aspectos experimentais ou observadionais. Devem incluir análise descritiva e/ou inferências de dados próprios. Deverão ter entre 10 a 20 páginas, de preferência com a seguinte estrutura: Introdução, Metodologia, Resultados, Discussões, Conclusão e Referências.

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Ensaios

Trabalhos que apresentam reflexões teóricas próprias, elaborados a partir de interpretações livre e originais sobre um determinado tema, ainda que sem dispensar um rigoroso aparato de documentação empírica e bibliográfica. Deve ter entre 10 a 20 páginas.

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Entrevistas

Apresenta entrevista realizada com um indivíduo ou grupo de pessoas notórias, no âmbito acadêmico, cultural e científico. Adicionalmente deve ser enviado fotografia recente e comprovante de autorização do entrevistado concordando com a publicação na revista. Deve ter entre 05 a 10 páginas.

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Experimentação

Apresenta reflexões sobre métodos e técnicas de pesquisa científica. Deve ter entre 10 a 20 páginas.

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Grupos de estudo e de pesquisa

Apresentação das atividades desenvolvidas e/ou em andamento de um grupo de estudo, grupo de pesquisa, núcleo de pesquisa, centro de investigação ou laboratório. Cumpre a função de publicizar e divulgar as ações investigativas e de desenvolvimento técnico-científico. Deve ter entre 10 a 20 páginas.

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Pontos de vista

Análise de uma situação atual, política, econômica, cultural e/ou científica, que tenha repercussão nacional e/ou internacional. Deve ter entre 10 a 20 páginas.

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Relatos de experiência/caso

São artigos que apresentam dados descritivos e/ou interpretativos de um ou mais casos, explorando um problema ou objeto de estudo por meio de exemplo. Apresenta as características do objeto estudado. Deve ter entre 10 a 20 páginas.

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Relatos de práticas pedagógicas

Relatos de atividades desenvolvidas junto aos alunos, em sala de aula ou não, sobre atividades científico-pedagógicas. Deve ter entre 10 a 20 páginas.

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Resenhas

Aceita resenhas de 05 a 10 páginas, de livros recém-lançados nos últimos três anos, que tenham relação com a política editorial da revista. Deve ser inserido no desenvolvimento do texto uma imagem da capa do livro resenhado, obrigatoriamente.

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares
 

Processo de Avaliação pelos Pares

O trabalho é aceito para análise, pressupondo-se que: 1) o mesmo não foi publicado e nem está sendo submetido, simultaneamente, para publicação em outro periódico; 2) todas as pessoas listadas como autores aprovaram o seu encaminhamento à Estação Científica (UNIFAP); 3) as opiniões emitidas pelos autores são de sua exclusiva responsabilidade; 4) a apresentação formal do trabalho está de acordo com todas as indicações destas normas editoriais.

Os trabalhos encaminhados à Estação Científica (UNIFAP) serão avaliados em dois momentos:

Primeiro, a avaliação do atendimento às diretrizes aos autores. O artigo será avaliado em sua normalização (formas de citação, preenchimento correto dos metadados, verificação da qualidade de tabelas e figuras e checagem da retirada de identificações de autoria) e ausência de plágio. Estando conforme as Diretrizes para Autores, o artigo será encaminhado para a avaliação seguinte, de mérito de conteúdo. Serão recusados para a fase seguinte os artigos que: a) não sejam inéditos, ou b) que não estejam conforme as Diretrizes para Autores da revista, ou c) que tenham sido submetidos à análise para publicação em outra revista, em parte ou no todo, enquanto perdurar o processo editorial do mesmo na Estação Científica (UNIFAP), ou d) que contenham plágio.

Segundo, a avaliação do mérito do conteúdo. O artigo será encaminhado pelo Editor-chefe da revista ao corpo de Pareceristas internos e externos à UNIFAP, inclusive de outros países. Os procedimentos de análise e apreciação dos artigos são realizados com o anonimato dos autores dos respectivos trabalhos e também dos pareceristas, no sistema de dupla avaliação cega por pares. As opções de pareceres são: a) artigo aceito para publicação; b) correções obrigatórias; c) artigo recusado para publicação. Caso haja alguma divergência quanto aos pareceres, o Editor-chefe poderá encaminhar o artigo ao Conselho Editorial que decidirá quanto à publicação ou não.

Os Pareceristas podem enviar suas recomendações de avaliação do manuscrito dos artigos diretamente pelo próprio sistema da revista. Opcionalmente, as observações poderão ser enviadas diretamente para o e-mail do Editor-chefe, junto com as recomendações de correção inseridas no próprio manuscrito do artigo avaliado e o respectivo parecer quanto à publicação ou não do mesmo, que serão colocadas pelo Editor-chefe no sistema da revista. São três as opções de parecer:

1 Aceitar para publicação: esta opção poderá ser informada no caso em que o artigo avaliado esteja em boas condições para publicar, sem necessidade de correções.

2 Correções obrigatórias/Revisões requeridas: caso sejam necessárias correções no artigo. Neste caso, as observações de correções deverão ser feitas no próprio arquivo do artigo, indicando justificadamente os itens que devem ser corrigidos pelo autor.

3 Recusar para publicação: para o caso do artigo não estar adequado para publicação, por ter graves problemas de escrita, estrutura, metodologia, informações, conteúdo, inadequação, etc., principalmente no caso de plágio verificável.

Os critérios de avaliação incluem: originalidade, contribuição para o conhecimento da área, adequação metodológica, clareza e atualidade. 

Para fins de comprovação curriculares, os Pareceristas convidados receberão, por e-mail, ao término da avaliação de um artigo, um Atestado certificando que é Parecerista da revista, bem como seus nomes serão inclusos na Lista de Pareceristas da Equipe Editorial da revista, e também constarão no Expediente da edição publicada.

O/s autor/es serão notificados, por e-mail, da aceitação ou recusa de suas submissões.

Quando se fizerem necessárias modificações substanciais, o/s autor/es será(ão) notificado/s por e-mail e encarregado/s de fazê-las. Deverá(ão) postar a nova versão do trabalho no Sistema da revista, ou, opcionalmente, poderão enviar para o e-mail do Editor-chefe, dentro do prazo determinado pelo mesmo. 

Os artigos aceitos poderão sofrer revisões editoriais para facilitar sua clareza e entendimento, sem alterar o conteúdo. Estação Científica (UNIFAP) se reserva o direito de efetuar nos originais alterações de ordem normativa, ortográfica e gramatical, com vistas a manter o padrão culto da língua, respeitando, porém, o estilo do/s autor/es.

 

Periodicidade

Estação Científica (UNIFAP) foi publicada de 2011 a 2015 com periodicidade semestral. A partir do ano de 2016, adotou a periodicidade quadrimestral, ou seja, três edições por ano.

O recebimento das submissões de artigos é ininterrupto, com fluxo contínuo.

Adota a política de publicação imediata dos trabalhos aprovados após o processo de avaliação de mérito, correções e diagramação de layout. Os textos dos artigos são publicados individualmente no sumário de cada fascículo assim que são finalizados os seus procedimentos editoriais. Desta forma, o sumário de um novo fascículo poderá ter sua editoração incompleta até que todos os seus artigos estejam finalizados.

 

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

Sem taxas de submissão de artigos - Não são cobradas taxas dos autores referentes à submissão de artigos (No submission charges).

Sem taxas de processamento de artigos - Não são cobradas taxas dos autores referentes ao processamento de artigo (No article processing charges).

A revista adota a política do copyleft, isto é, após a publicação é livre a reprodução para fins não comerciais, desde que o autor e a fonte sejam citados.

 

Arquivamento

Esta revista utiliza o sistema LOCKSS para criar um sistema de arquivo distribuído entre as bibliotecas participantes e permite às mesmas criar arquivos permanentes da revista para a preservação e restauração através do Manifesto de Publicação do LOCKSS. Saiba mais...

Preservação Digital - os artigos publicados na Estação Científica (UNIFAP) estão em processamento de preservação digital por meio da Rede Cariniana (Rede Brasileira de Serviços de Preservação Digital), órgão vinculado ao IBICT/MCTI. As edições da revista que já foram publicadas, de 2011 a 2013, foram verificadas e aprovadas pela Rede Cariniana (status: released), e as edições de 2014 são candidatas a testes de pré-preservação (status: manifest). Confira em: .

 

Ahead of Print/ Pré-Print

Estação Científica (UNIFAP) trabalha com a política de disponibilizar artigos científicos no formato Ahead of Print para os leitores. Esta é uma modalidade de publicação avançada em que os trabalhos aprovados são disponibilizados imediata e separadamente antes da composição integral da edição de um número da revista. Somente quando houver a quantidade de artigos necessários para uma edição é que se finaliza um número correspondente, que passa a ser a edição atual.

Esta iniciativa tem como objetivo divulgar os trabalhos que foram aprovados para publicação antes do fechamento da edição integral, e por isso os artigos previamente disponibilizados não possuem a numeração de páginas, mas apenas uma marca d'água indicando o formato Ahead of Print / Pré-Print. A numeração sequencial das páginas será colocada apenas quando for publicada a edição integral do número da revista.

Agora os autores não precisarão esperar um longo tempo, em função de demora da conclusão do processo editorial dos artigos dos outros autores, para terem suas respectivas obras publicadas on-line. Assim, os autores têm seus trabalhos divulgados mais cedo, e os leitores conhecem logo uma parte do conteúdo que será publicado no próximo número do periódico. Espera-se com isso facilitar ainda mais o acesso e contribuir para a melhor circulação dos textos científicos. 

 

Dos Aspectos Éticos da Pesquisa

Tratando-se de atividades de pesquisa que envolva experimentação com seres humanos e animais, o/s autor/es deve(m) observar as exigências da Resolução nº 196, de 20 de dezembro de 1995, do Conselho Nacional de Saúde (disponível em:http://dtr2004.saude.gov.br/susdeaz/legislacao/arquivo/Resolucao_196_de_10_10_1996.pdf), comunicando na metodologia do trabalho o parecer do Comitê de Ética em Pesquisa da(s) instiuição(ões) envolvida(s), bem como que os sujeitos assinaram o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido.

Quando envolver produtos transgênicos, o Certificado de Biossegurança deverá ser comunicado na metodologia do trabalho, conforme Decreto Federal nº 1.752, de 20 de dezembro de 1995.

Se comprovado plágio em qualquer trabalho publicado, a Universidade Federal do Amapá isenta-se de qualquer responsabilidade, devendo o/s autor/es arcar(em) com todas as penalidades previstas em lei.

Quando houver uso de imagens, todos os procedimentos devem der adotados pelo/s autor/es. A Universidade Federal do Amapá isenta-se de qualquer ilegalidade cometida, sendo o ônus de possível irregularidade assumida pelo/s autor/es.

A aprovação do trabalho implica automaticamente a cessão dos direitos autorais relativos ao trabalho.

 

Ética de Publicação e Boas Práticas

Estação Científica (UNIFAP) segue as diretrizes do Código de Conduta e Boas Práticas do COPE (Committee on Publication Ethics) e as submissões devem atender a essas diretrizes: para conhecimento do Código consulte o texto original em inglês ou sua tradução para o português.


Ética de Publicação e Boas Práticas

Este periódico tem um compromisso com a ética e a qualidade das publicações. Defendemos um comportamento ético de todas as partes envolvidas na publicação em nosso periódico: autores, Editor e pareceristas. Não aceitamos plágio ou qualquer outro comportamento antiético.


Deveres do Editor:

Decisão de publicação: o Editor é responsável por decidir quais artigos submetidos à revista devem ser publicados. O Editor é guiado pelas políticas editoriais da revista e também pelo Conselho Editorial e Pareceristas. Essas políticas devem obedecer às exigências legais em vigor sobre difamação, violação de direitos autorais e plágio. Para tomada de decisões o Editor pode consultar o Conselho Editorial e os Pareceristas.

Transparência e respeito: o Editor deve avaliar os manuscritos submetidos sem levar em conta a raça, sexo, a orientação sexual, a crença religiosa, a origem étnica, a nacionalidade ou a filosofia política dos autores.

Confidencialidade: o Editor e demais membros da equipe editorial não devem divulgar qualquer informação sobre um manuscrito submetido, a não ser aos pareceristas e os conselheiros editoriais.

Divulgação e conflitos de interesse: O Editor não deve utilizar materiais inéditos divulgados em um manuscrito submetido em pesquisas próprias sem o consentimento expresso e por escrito do autor. O Editor deve recusar para o processo editorial os manuscritos em que tenha conflitos de interesse por questões competitivas, colaborativas ou outros relacionamentos ou ligações com qualquer um dos autores, empresas ou (possivelmente) instituições ligadas aos manuscritos.

Envolvimento e cooperação em investigações: o Editor deve tomar medidas necessárias cabíveis quando foram apresentadas reclamações éticas a respeito de um manuscrito submetido ou artigo publicado.


Deveres dos Pareceristas:

Contribuição para as decisões editoriais: a revisão dos pareceristas auxilia o Editor na tomada de decisões editoriais e por meio das comunicações com o autor também pode auxiliar o mesmo na melhora do artigo.

Pontualidade: qualquer avaliador de artigo que não se sinta qualificado para analisar o artigo ou sabe que a sua imediata leitura será impossível deve notificar imediatamente o Editor.

Confidencialidade: os trabalhos recebidos para análise devem ser tratados como documentos confidenciais. Eles não devem ser mostrados ou discutidos com os outros.

Padrões de objetividade: os pareceres devem ser conduzidos de forma objetiva. Os pareceristas devem expressar seus pontos de vista de maneira clara e apoiados em argumentos.

Sobre as fontes: os pareceristas devem identificar trabalhos publicados relevantes que não foram citados pelos autores. O parecerista deve chamar a atenção do Editor sobre qualquer semelhança substancial ou sobreposição entre o manuscrito em questão e qualquer outro artigo publicado de que tenha conhecimento pessoal.

Divulgação e conflito de interesses: informações privilegiadas ou ideias obtidas pelo parecerista por meio da leitura dos manuscritos devem ser mantidas em sigilo e não devem utilizadas para proveito pessoal. O parecerista não deve avaliar manuscritos em que tenha conflitos de interesse por questões competitivas, colaborativas ou outros relacionamentos ou ligações com qualquer um dos autores, empresas ou instituições ligadas aos manuscritos.


Deveres dos Autores:

Normas gerais: os autores de trabalhos que se referem a pesquisas originais devem apresentar um relato preciso do trabalho realizado, bem como uma discussão objetiva sobre o seu significado. Dados complementares devem ser representados com precisão no artigo. O documento deve conter detalhes suficientes e referências que permitam que outros possam replicar o trabalho. Declarações fraudulentas ou intencionalmente imprecisas constituem um comportamento antiético e são inaceitáveis.

Originalidade e plágio: os autores devem garantir que as obras são inteiramente originais e se eles utilizam o trabalho e/ou textos dos outros que isso seja devidamente citado. Plágio em todas as suas formas constitui um comportamento editorial antiético e é inaceitável.

Publicação múltipla, redundante e simultânea: um autor não deve publicar manuscritos que descrevam essencialmente a mesma pesquisa em mais de um periódico. Enviar o mesmo manuscrito para mais de uma revista ao mesmo tempo e/ou publicar o mesmo artigo em mais de um periódico constitui um comportamento editorial antiético e é inaceitável.

Sobre as fontes: o trabalho de outros autores deve sempre ser reconhecido. Os autores devem citar as publicações que foram importantes na determinação da natureza do trabalho relatado. As informações obtidas em particular, como em uma conversa, correspondência, ou discussão com terceiros, não devem ser utilizadas ou relatadas sem a permissão explícita por escrito da fonte. As informações obtidas por meio de serviços confidenciais, tais como arbitragem manuscritos ou pedidos de bolsas, não devem ser utilizadas sem a permissão explícita por escrito do autor do trabalho envolvido nestes serviços.

Autoria: a autoria do trabalho deve ser restrita àqueles que fizeram uma contribuição significativa para a concepção, projeto, execução ou interpretação do estudo relatado. Todos aqueles que fizeram contribuições significativas devem ser listados como coautores. Pessoas que participaram em certos aspectos do projeto de pesquisa devem ser listadas como colaboradores. O autor principal deve garantir que todos os coautores apropriados estejam incluídos no artigo. O autor principal também deve certificar-se que todos os coautores viram e aprovaram a versão final do manuscrito e que concordaram com sua submissão para publicação.

Divulgação e conflitos de interesses: todos os autores devem divulgar no manuscrito qualquer conflito financeiro ou de outra natureza que possa influenciar os resultados ou a interpretação de seu manuscrito. Todas as fontes de apoio financeiro para o projeto devem ser divulgadas.

Erros fundamentais em trabalhos publicados: quando um autor descobre um erro significativo ou imprecisão em seu trabalho publicado é obrigação do autor informar imediatamente o Editor da revista e cooperar para corrigir o artigo.

 

* Esta declaração se baseia nas recomendações da Elsevier e no Best Practice Guidelines for Journal Editors do Committee on Publication Ethics - COPE.

 

Ficha Catalográfica

 

Normas ABNT

Estação Científica (UNIFAP) adota as seguintes Normas da ABNT, que deverão ser observadas pelos autores, na redação e formatação de seus originais: NBR 6023:2002 (Referências); NBR 6024:2003 (Numeração Progressiva); NBR 6028:2003 (Resumo); NBR 10.520:2002 (Citações).

 

Política Anti-Plágio

Estação Científica (UNIFAP) utiliza software para detecção de plágio, objetivando identificar nos artigos submetidos indícios de prática irregular de autoria dos trabalhos. Para tanto, adotou-se o CopySpider. Todos os artigos que apresentam resultados da análise de similaridade que atestem dados de plágio comprováveis, são recusados para continuação com o processo editorial, e portanto, devolvidos aos autores. Na análise de similaridade, também são recusados artigos com elevado teor de auto-plágio e materiais que tenham sido publicados em outros lugares.

Todos os autores/as devem certificar-se quanto à autoria do trabalho submetido, pois caso o texto não seja seu, no todo ou em parte, e o divulguem como sendo, vocês podem ser responsabilizados criminalmente nos termos da Lei dos Direitos Autorais, e também nos termos do Código Penal, sujeito a pena de reclusão.

 

Prazo de Recebimento de Artigos com Fluxo Contínuo

Estação Científica (UNIFAP) faz chamadas de submissão de artigos, determinando os prazos, como estratégia de marketing e de planejamento editorial, o que faz com que os autores busquem organizarem-se para efetuar as submissões de artigos em determinados prazos. Esta estratégia tem propiciado à revista receber uma quantidade de artigos com mais intensidade durante as duas semanas que antecedem o término de uma chamada de submissão de artigos.

Assim, da mesma forma que fazemos as chamadas de submissão, o sistema da revista continua aberto o ano inteiro, continuamente, para que os autores tenham a opção de submeterem seus trabalhos independentemente dos prazos das chamadas, pois faz parte da política editorial, que adotamos, de manter um período de fluxo contínuo de submissão de artigos, valorizando desta forma os autores.

Logo, caso um autor deseje, poderá submeter um artigo a qualquer momento, que será feita a inclusão do mesmo no planejamento editorial.