A EFICÁCIA DO LASER NA CICATRIZAÇÃO DE ÚLCERA DE DECÚBITO EM PACIENTE DIABÉTICO: ESTUDO DE CASO

Luiz Armando Vidal Ramos, Michell Moraes Brito, Wesdensbergton Weslley Monteiro Queiroz, Diego Santos Fagundes, Claudio Alberto Gellis de Mattos Dias, Júlio César Sá de Oliveira, Alessandro dos Santos Pin, Karla Maria Pereira Baraúna

Resumo


A úlcera de decúbito tornou-se um dos principais problemas de saúde pública devido o maior tempo de internação em hospitais, alcançando índices preocupantes e mortes evitáveis. Desta forma, o estudo tem como objetivo verificar os efeitos da laserterapia de baixa potência como coadjuvante no tratamento de paciente diabético com úlcera de decúbito. Foi investigada e acompanhada uma paciente diabética do Tipo II portadora de úlcera de decúbito, sendo esta idosa, do gênero feminino, idade 83 anos. Essa paciente foi submetida à aplicação de laser tipo Hélio Neônio (Hene), com comprimento de onda de 670 nm, modo pulsado, método pontual, densidade de energia de 6 J/cm2, com duração de 5 minutos em cada ponto, a qual o procedimento ocorreu durante 5 vezes por semana, no período de 6 semanas. A paciente foi avaliada por meio de registros fotográficos e por mensuração da ferida com uma régua milimétrica, em que delimitou a área da úlcera em cm². Observou-se melhora e redução da úlcera de decúbito a partir da terceira sessão. Com base nos resultados deste estudo o laser tipo Hene foi eficaz no tratamento da úlcera de decúbito em paciente diabético no aspecto cicatrização.

Palavras-chave: Laser; Úlcera de Decúbito; Diabetes Mellitus; Cicatrização.


Texto completo:

DOWNLOAD DO ARQUIVO (PDF)


DOI: http://dx.doi.org/10.18561/2179-5746/biotaamazonia.v4n2p74-79

Direitos autorais 2014 Biota Amazônia (Biote Amazonie, Biota Amazonia, Amazonian Biota)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.