ESTRUTURA POPULACIONAL, RELAÇÃO PESO-COMPRIMENTO E FATOR DE CONDIÇÃO DE HOPLOSTERNUM LITTORALE, HANCOCK, 1828 (SILURIFORMES: CALLICHTHYIDAE) DA ÁREA DE PROTEÇÃO AMBIENTAL DO RIO CURIAÚ, MACAPÁ-AP

Júlio César Sá de Oliveira, Sathyabama Chellappa, Huann Carllo Gentil Vasconcelos

Resumo


Durante o período de julho de 2000 a maio de 2001 foram analisadas a estrutura populacional em comprimento, as relações peso-comprimento e fator de condição de H. littorale da APA do Rio Curiaú para machos e fêmeas separados. Os resultados demonstraram que os machos alcançam peso e comprimento superiores aos das fêmeas, a relação foi alométrica e o fator de condição demonstrou que esta espécie utilizou suas reservas nutritivas acumuladas durante o período de alimentação na época de cheia na área estudada para efetuar o desenvolvimento ovocitário na seca, preparando-se para a reprodução durante o período de enchente.

 

Palavras-chave: fator de condição, relação peso-comprimento, dinâmica populacional, ictiofauna amazônica.

 

DOI: http://dx.doi.org/10.18561/2179-5746/biotaamazonia.v1n1p38-41


Texto completo:

PDF_Português


DOI: http://dx.doi.org/10.18561/2179-5746/biotaamazonia.v1n1p38-41

Direitos autorais 2011 Biota Amazônia (Biote Amazonie, Biota Amazonia, Amazonian Biota)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.