UTILIZAÇÃO DE BIOINDICADORES EM MONITORAMENTO DE POLUIÇÃO

Erica Sayuri Maki, Ricardo Shitsuka, Carlos Henriques Barroqueiro, Dorlivete Moreira Shitsuka

Resumo


A poluição atmosférica é um dos problemas ambientais da humanidade e acende a preocupação com a sustentabilidade. Esse problema tem se agravado e provocado efeitos prejudiciais ao ambiente e à saúde da população. Como a poluição não pode ser completamente eliminada é preciso que seja monitorada. Os bioindicadores estão entre os métodos de medição de qualidade ambiental. Eles podem indicar a presença de poluentes atmosféricos tais como compostos orgânicos de carbono, enxofre, halogenados, nitrogênio e material particulado. O objetivo deste estudo é apresentar uma revisão bibliográfica dos trabalhos disponíveis envolvendo bioindicadores vegetais no biomonitoramento da poluição atmosférica, de modo a realizar o levantamento das espécies utilizadas como bioindicadores, os meios de detecção dos poluentes e as técnicas utilizadas. Foram relacionadas 19 espécies nos 27 estudos, sendo 16 espécies pertencentes à divisão Angiospermae, 1 gênero à divisão Bryophyta, e 2 duas espécies de líquens. Os resultados obtidos apontam para uma grande diversidade de espécies, mostrando que há potencial de aplicação desses em biomonitoramento.

Palavras-chave: bioindicadores vegetais, poluição atmosférica, biomonitoramento.


Texto completo:

DOWNLOAD DO ARQUIVO (PDF)


DOI: http://dx.doi.org/10.18561/2179-5746/biotaamazonia.v3n2p169-178

Direitos autorais 2013 Biota Amazônia (Biote Amazonie, Biota Amazonia, Amazonian Biota)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.