GERMINAÇÃO DE SEMENTES E EMERGÊNCIA DE PLÂNTULAS DE FAVEIRA (Clitoria fairchildiana R. A. Howard. - FABACEAE)

Breno Marques da Silva e Silva, Fabiano Cesarino

Resumo


Clitoria fairchildiana R.A. Howard, conhecida como faveira, é uma espécie amazônica usada na arborização e na recuperação de áreas degradadas. Todavia, as informações sobre a germinação de sementese emergência de plântulas de faveira são escassas. Desta forma, o objetivo do presente trabalho foi determinar as temperaturas cardeais e o substrato mais adequado para germinação de sementes, assim como, avaliar a influência da profundidade de semeadura na emergência de plântulas de faveira. Para avaliar a temperatura, as sementes foram colocadas em caixas plásticas sobre papel, mantidas em germinadores nas temperaturas constantes de 5, 10, 15, 20, 25, 30, 35, 40 e 45 ºC e com fotoperíodo de 12 horas. Posteriormente, avaliadas por dois critérios de germinação, protrusão da raiz primária e plântula normal. Para avaliar o substrato, as sementes foram colocadas em caixas de plástico sobre PlantmaxR, vermiculita, areia e papel, mantidas em germinadores a 30 oC e com fotoperíodo de 12 horas.Para emergência, foram utilizadas bandejas de plástico contento PlantmaxR e vermiculita, sobre sombreamento de 50% em casa de vegetação. A faixa temperatura ótima de germinação das sementes de faveira é de 25 a 30ºC. A germinação de sementes de faveira foi semelhante estatisticamente em PlantmaxR, vermiculite, areia e papel. Profundidades iguais ou superiores a 2 cm são inadequadas para a emergência de plântulas de faveira.

Palavras-chave: substrato, temperatura, profundidade de semeadura. Leguminosae.


Texto completo:

DOWNLOAD DO ARQUIVO (PDF)


DOI: http://dx.doi.org/10.18561/2179-5746/biotaamazonia.v4n2p9-14

Direitos autorais 2014 Biota Amazônia (Biote Amazonie, Biota Amazonia, Amazonian Biota)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.