MORFOMETRIA DAS FIBRAS DO SISTEMA RADICULAR DE Philodendron bipinnatifidum SCHOTT (FAMÍLIA ARACEAE; SUBGÊNERO MECONOSTIGMA).

Luciedi Cássia Leoncio Tostes, Silvia Rodrigues Machado, Marcelo Veiga Carim, José Renan da Silva Guimarães

Resumo


Philodendron bipinnatifidum apresenta raízes dimórficas, onde ocorrem dois padrões de raízes aéreas: fixas e suspensas. A raiz suspensa é dividida em duas porções: aérea, subterrânea. Esse estudo visa determinar características anatômicas e micrométricas das fibras das raízes de P. bipinnatifidum com o objetivo de fornecer subsídios para indústria de papel. Para se proceder a quantificação de algumas variáveis anatômicas da raiz suspensa nas suas porções aérea, aérea-subterrânea e lateral-subterrânea, 10 indivíduos adultos foram analisados, sendo, de cada, retiradas cinco amostras num total de 50 medições para cada variável. Foram analisadas: fibras (comprimento, largura, espessura de parede e diâmetro do lume- material dissociado), espessura total da raiz, do córtex e do estelo (secções transversais). Os dados obtidos foram submetidos à análise de variância e suas médias comparadas através do teste de tukey ao nível de 5% de probabilidade. Analisando os dados estatísticos em conjunto concluiu-se que as fibras das três porções das raízes analisadas não completam as exigências necessárias para alcançar um papel de qualidade. Apesar de alguns valores serem significativos para porção da raiz lateral-subterrânea indicando que as mesmas podem apresentar um papel com boa resistência e mais rigidez, porém economicamente não seria viável pela dificuldade de obtenção dessas raízes.

Palavras-chave: Dimorfismo, fibras, raiz aérea, raiz subterrânea.


Texto completo:

DOWNLOAD DO ARQUIVO (PDF)


DOI: http://dx.doi.org/10.18561/2179-5746/biotaamazonia.v3n3p15-22

Direitos autorais 2013 Biota Amazônia (Biote Amazonie, Biota Amazonia, Amazonian Biota)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.