BIOLOGIA POPULACIONAL DE Macrobrachium jelskii (MIERS, 1778) (CRUSTACEA, DECAPODA, PALAEMONIDAE) EM UMA PLANÍCIE INUNDÁVEL NA AMAZÔNIA ORIENTAL, BRASIL.

Daniel Pandilha de Lima, Luis Mauricio Abdon da Silva, Ana Claudia Silva de Lira

Resumo


A biologia populacional de Macrobrachium jelskii foi investigada com ênfase na distribuição de frequência de comprimento, razão sexual, período reprodutivo e relação peso comprimento. A amostragem foi realizada durante o período de abril/2008 a maio/2009 junto às macrófitas, em um transecto de 50 m. As coletas foram obtidas com peneiras de 55 cm de diâmetro e malha de 2 mm, a cada 2 m, totalizando 25 amostras em todo o período de estudo. No laboratório, os exemplares de M. jelskii foram medidos, pesados, sexados e as fêmeas classificadas macroscopicamente quanto ao grau de maturação. Foram encontrados 910 exemplares, 505 machos e 405 fêmeas. O comprimento total variou de 9,7 a 50,3 mm e a maior frequência relativa de indivíduos ocorreu entre as classes de 19,7 a 21,7 mm e 37,7 a 39,7 mm. Os machos apresentaram tamanhos superiores e a proporção sexual foi instável entre os meses. A reprodução incidiu no período mais chuvoso. As fêmeas obtiveram crescimento isométrico e os machos alométrico negativo, demonstrando dimorfismo nas relações peso total/comprimento total de ambos os sexos.

Palavras-chave: área inundável, área de ressaca, camarão.


Texto completo:

DOWNLOAD DO ARQUIVO (PDF)


DOI: http://dx.doi.org/10.18561/2179-5746/biotaamazonia.v3n2p11-22

Direitos autorais 2013 Biota Amazônia (Biote Amazonie, Biota Amazonia, Amazonian Biota)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.