ESTRUTURA POPULACIONAL E PERÍODO REPRODUTIVO DO PEIXE DONZELA Stegastes fuscus (CUVIER, 1830) DAS POÇAS DE MARÉ DA PRAIA DE BÚZIOS, RIO GRANDE DO NORTE, BRASIL.

Liliane de Lima Gurgel, Bhaskara Canan, Wallace Silva Nascimento, Sathyabama Chellappa

Resumo


O peixe-donzela, Stegastes fuscus (Osteichthyes, Pomacentridae) ocorre frequentemente nas poças de maré do Rio Grande do Norte. O objetivo deste estudo foi caracterizar a estrutura populacional em comprimento e peso e período reprodutivo de S. fuscus nos arrecifes rochosos costeiros de Búzios, RN, Brasil. Um total de 548 peixes foi capturado, pesados e medidos, além de registrar peso das gônadas e do fígado. Para a avaliação do ciclo reprodutivo da espécie, o índice gonadossomático (IGS) foi relacionado com os parâmetros de fator de condição (K), o índice hepatossomático (IHS) e a pluviosidade (mm). S. fuscus apresentou um crescimento do tipo alométrico positivo. As melhores condições corporais foram registradas nos meses que antecederam à desova, principalmente nos estádios inicial e intermediário de maturação gonadal. O período reprodutivo de S. fuscus foi relacionado com período de estiagem da região, quando houve baixa precipitação pluviométrica.

Palavras-chave: peixe-donzela, índice gonadossomático, pluviosidade, reprodução.


Texto completo:

DOWNLOAD DO ARQUIVO (PDF)


DOI: http://dx.doi.org/10.18561/2179-5746/biotaamazonia.v3n1p85-93

Direitos autorais 2013 Biota Amazônia (Biote Amazonie, Biota Amazonia, Amazonian Biota)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.