SUPLEMENTAÇÃO COM Bacillus toyonensis MODULA A PRODUÇÃO DE ANTICORPOS EM CAMUNDONGOS SENSIBILIZADOS COM ANTÍGENOS DE Leishmania (Leishmania) infatum chagasi

Ana Paula Presley Oliveira Sampaio, Joelson Sousa Lima, Flavio da Silva, Maiara Vasconcelos Monteiro, Isis Abel Bezerra, Fabio Pereira Leivas Leite, Carina Martins de Moraes, Talita Bandeira Roos

Resumo


O estudo teve como objetivo avaliar o efeito da suplementação com o probiótico Bacillus toyonensis na cinética da produção de anticorpos IgG, IgG1 e IgG2a contra antígenos de Leishmania (Leishmania) infatum chagasi. Foram utilizados 24 camundongos BALB/c, fêmeas, tendo em média 21 dias de idade, sensibilizados experimentalmente contra L. (L.) infantum chagasi, divididos em três grupos experimentais. O grupo A não recebeu suplementação, o grupo B foi suplementado de forma contínua até o dia 56 e no grupo C o probiótico foi administrado sete dias antes e sete dias após cada sensibilização, pelo mesmo período. O experimento foi conduzido até o dia 84. Foi utilizada a soroconversão para avaliação da resposta imune humoral. Durante a suplementação todos os animais apresentaram soroconversão de IgG total contra o antígeno utilizado, sem ser identificada diferença estatística (p<0,05) entre os grupos. Na análise de isotipagem, o grupo suplementado com probiótico no período contínuo apresentou resultados de soroconversão da razão IgG2a/IgG1 superior quando comparado ao grupo controle (1,8 vezes) e ao suplementado sete dias antes e sete dias após a suplementação (1,2 vezes) no dia 70, mantendo o seu título superior aos grupos em questão até o final do experimento (1,2 vezes no dia 84). Com base nesses resultados, pode-se observar maior habilidade do grupo suplementado continuamente modular favoravelmente a resposta imune humoral e manter a produção de anticorpos do isotipo IgG2a contra o antígeno em questão.

Palavras-chave: Leishmaniose canina, probiótico, resposta imunológica.


Palavras-chave


Leishmaniose canina; probiótico; resposta imunológica.

Texto completo:

DOWNLOAD DO ARQUIVO (PDF)


DOI: http://dx.doi.org/10.18561/2179-5746/biotaamazonia.v10n1p35-38

Direitos autorais 2020 Biota Amazônia (Biote Amazonie, Biota Amazonia, Amazonian Biota)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.