AVALIAÇÃO DOS ACIDENTES OCORRIDOS POR CNIDÁRIOS NO MUNICÍPIO DE SALINÓPOLIS/PARÁ (BRASIL)

Gleyce Gabrielle Do Espirito Santo Aquino, Vidal Haddad Junior, Valéria de Albuquerque Pires

Resumo


Estima-se que haja cerca de 150 milhões de acidentes por cnidários a cada ano, com algumas áreas do Oceano Pacífico e no sul do Brasil relatando mais de mil envenenamentos diários em praias únicas. Estes acidentes constituem um problema de saúde pública e uma ameaça para o turismo. A região Norte, entretanto, não tem registros sobre este problema. Este estudo procurou avaliar estes envenenamentos no município de Salinópolis, no nordeste paraense, em região de clima equatorial. O estudo retrospectivo, por meio de coleta de dados, foi realizado durante o mês de maio de 2018. Um questionário estruturado foi respondido pelos profissionais do Hospital Regional Doutor Olímpio Cardoso da Silveira, pelo corpo de bombeiros local e pelos frequentadores das praias do município. No total, foram entrevistados 117 pessoas, dentre os quais seis técnicos de enfermagem, quatro enfermeiras e seis bombeiros. Entre os banhistas e pescadores entrevistados (101 pessoas), 53 pessoas relataram acidentes anteriores com cnidários (52,47%), sendo 71,69% causados por caravelas portuguesas (Physalia physalis). Nas pessoas acidentadas, o tronco e as coxas foram mais acometidos e os principais sintomas foram ardência e dor semelhante à queimadura. Embora seja necessário um estudo prospectivo para confirmação destes dados, acreditamos que um projeto de prevenção e uso de medidas corretas de primeiros socorros seria útil na região.

Palavras-chaves: Envenenamento, Picadas e Mordeduras, Caravela-portuguesa, Região Norte.


Palavras-chave


Envenenamento; Picadas e Mordeduras; Caravela-portuguesa; Região Norte.

Texto completo:

DOWNLOAD DO ARQUIVO (PDF)


DOI: http://dx.doi.org/10.18561/2179-5746/biotaamazonia.v9n4p37-40

Direitos autorais 2020 Biota Amazônia (Biote Amazonie, Biota Amazonia, Amazonian Biota)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.