ESTUDO FITOQUÍMICO, MICROBIOLÓGICO, CITOTOXICIDADE E ANTIOXIDANTE DO LÁTEX Brosimum parinariodides spp. parinarioides DUCKE (MORACEAE) COM O Parahancornia amapa (HUBER) DUCKE (APOCINACEAE)

Everson dos Santos David, Érica de Menezes Rabelo, Rosany Lopes Martins, Sheylla Susan Moreira da Silva de Almeida

Resumo


As espécies de Brosimum parinarioides spp. parinarioides Ducke (amapá doce) e o Parahancornia amapa (Huber) Ducke (amapá amargo) são nativas da Amazônia. A sua tradição vem do uso do látex para a alimentação como fortificante nutricional em mingau, e no uso medicinal para tratamento de doenças pulmonares. O objetivo desta pesquisa foi realizar o estudo comparativo fitoquímico, microbiológico, citotoxicidade e de potencial antioxidante das duas espécies. O screening fitoquímico visando à presença dos principais metabólitos secundários presentes no látex ocorreu por técnicas de reações padrão de coloração e precipitação. O estudo microbiológico foi realizado pela determinação da Concentração Inibitória Mínima por técnica de microdiluição em placas de poliestireno. A toxicidade em fase aguda foi avaliada em A. salina L. empregando-se diferentes concentrações dos produtos testes. O potencial antioxidante foi avaliado através da técnica do sequestro do radical do DPPH. No screening fitoquímico foi possível detectar no látex das espécies do amapá a presença de alcaloides, com variação de outras classes de metabólitos secundários. Não houve atividade antibacteriana do extrato frente as bactérias Escherichia coli, Staphylococcus aureus e Salmonella sp, as espécies mostraram-se atóxica, pois não foi possível a determinação da CL50 sobre Artemia salina. Para o potencial antioxidante o latéx B. parinarioides apresentou coeficiente de correlação (r2) = 0,3110 e de P. amapa (r2) = 0,8904 apresentando baixa atividade antioxidante.

Palavras-chave: Látex; Metabolitos Secundários; Microdiluição; Bactérias e Não-tóxico.


Palavras-chave


Látex, Metabólicos Secundários, Microdiluição, Bactérias e atóxico

Texto completo:

DOWNLOAD DO ARQUIVO (PDF)


DOI: http://dx.doi.org/10.18561/2179-5746/biotaamazonia.v9n2p16-20

Direitos autorais 2019 Biota Amazônia (Biote Amazonie, Biota Amazonia, Amazonian Biota)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.