REPRODUÇÃO DO PEIXE PIAU PRETO Leporinus piau (FOWLER, 1941) E AS VARIÁVEIS AMBIENTAIS DO AÇUDE MARECHAL DUTRA, RIO GRANDE DO NORTE

José Júlio Silva Filho, Wallace Silva Nascimento, Andréa Soares Araújo, Nirlei Hirachy Costa Barros, Sathyabama Chellappa

Resumo


O presente estudo verificou os aspectos reprodutivos de Leporinus piau(Fowler, 1941) e as variáveis ambientais do açude Marechal Dutra, RN. Para cada peixe foram registrados o comprimento total, peso total e das gônadas. A concentração do oxigênio dissolvido, opH, condutividade elétrica, temperatura da água e os dados de pluviosidade foram registrados.A pluviometria média foi de 86,5 ± 94,4 mm. A temperatura média da água foi de 27 ± 2,2°C, o valor médio da concentração do oxigênio dissolvido foi de 6,5 ± 1,4 mgL-1, o valor médio do pH foi de 8,3 ± 0,4 e o valor médio da condutividade elétrica foi 585 ± 29,1 μScm-1. Foi capturado um total de 106 exemplares de L. piau, sendo 45 machos e 61 fêmeas. A proporção sexual foi de 1M:1F. O comprimento médio das fêmeas foi 25,6 ±3,1 cm, e dos machos foi 23 ± 2,3 cm. O peso médio para as fêmeas variou foi de 256,5 ± 104,6 g, e para os machos foi de 178,2 ± 62,9 g. Os estádios variaram de imaturo, em maturação, maduro e esvaziado. As variações mensais do IGS dos machos e fêmeas foram semelhantes, com valores baixos no mês de setembro e outubro, e valores altos de dezembro a janeiro, seguidos de valores mais baixos de março a maio. O fator de condição para ambos os sexos se mostraram altos no período de setembro a novembro. O período reprodutivo de L. piau ocorre durante o período de chuvas da região.

Palavras-chave: piau, Leporinus piau, período reprodutivo, índice gonadossomático, Caatinga.


Texto completo:

DOWNLOAD DO ARQUIVO (PDF)


DOI: http://dx.doi.org/10.18561/2179-5746/biotaamazonia.v2n1p10-21

Direitos autorais 2012 Biota Amazônia (Biote Amazonie, Biota Amazonia, Amazonian Biota)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.