DOIS NOVOS REGISTROS DE GALHAS DE INSETOS EM Guapira opposita (VELL.) REITZ. (NYCTAGINACEAE) E Casearia sylvestris SW. (SALICACEAE) NO PARQUE NACIONAL DO ITATIAIA (PNI), SUDESTE, BRASIL

Ismael Cividini Flor, Valéria Cid Maia

Resumo


Nesse estudo são apresentados dois novos registros de galhas, um em Guapira opposita (Nyctaginaceae) e outro em Casearia sylvestris (Salicaceae) para o Parque Nacional do Itatiaia (PNI) (Sudeste, Brasil). As plantas hospedeiras foram encontradas em pontos diferentes ao longo da trilha Ruy Braga. As amostras dos morfotipos de cada espécie foram fotografados no campo e caracterizados quanto à forma, cor, ocorrência nos órgãos vegetais e indumentária. Os dois morfotipos foram induzidos na folha, sendo que as galhas em G. opposita foram induzidas por uma espécie de Cecidomyiidae (Diptera) e as galhas em C. sylvestris foram induzidas por uma espécie de Liothrips sp. (Thysanoptera). Com os resultados encontrados no presente estudo o número de morfotipos eleva-se para 489 no PNI, atribuindo ao parque o status de área que possui a maior riqueza de galhas de insetos e o maior número de espécies de plantas hospedeiras já registradas em inventários da Mata Atlântica.

Palavras-chave: Cecidomyiidae, Interação inseto-planta, Inseto galhador, Mata Atlântica.


Palavras-chave


Cecidomyiidae; Planta hospedeira; Inseto galhador; Mata Atlântica.

Texto completo:

DOWNLOAD DO ARQUIVO (PDF)


DOI: http://dx.doi.org/10.18561/2179-5746/biotaamazonia.v9n4p53-54

Direitos autorais 2020 Biota Amazônia (Biote Amazonie, Biota Amazonia, Amazonian Biota)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.